sexta-feira, 15 de abril de 2016

#2 Doutor dos Maluquinhos

Agora que estou a passar por esta fase têm de gramar com isto...sou TÃO chatinha. Bem, dou saldo positivo à semana porque não me tranquei em casa a lamentar a vida. Menos mal. Sábado passado tentei sair como fazia normalmente e acabei com um ataque de pânico a noite toda com vómitos, começou ainda nem era hora de jantar, nem tive direito ao cheirinho do álcool. Vim para casa no Domingo, não faz mal, não conseguir sair e beber é o menor dos meus problemas agora.
Na Quarta veio a veterinária para ver as memés, deu-lhes vacinas, tirou sangue, e eu a agarrar as feras, que ainda tentaram dar um pinotes, a vet ainda lhes pôs uns brincos horrorosos, nem as podemos registar como animal de estimação, tem de ser para consumo...nem vou entrar por este tópico que me revolto, vou deixar o PAN tratar disto ahah
Fui para Lisboa ontem, passei a tarde numa Junta de Freguesia a aplicar um estudo, tive tranquila, a fazer o que gosto, mas entretanto cheguei lá a casa e começou a loucura, tomei um comprimido, fiz os exercícios que o psi me ensinou e cada vez ficava mais mal disposta, pensei "vou passar a noite neste martírio só para ficar a dormir cá?", vim para casinha, jantei com a família, e hoje vou outra vez para Lisboa que tenho a consulta às 15h. 
Não sinto que perca quando me venho embora, sinto que ganho cada vez que consigo passar bem uma tarde, uns dias a estudar e a trabalhar. 
Ando a candidatar-me a Estágios para ocupar os meses de Verão e para não parar a jornada!

Li uma frase algures que me fez todo o sentido presentemente "Não importa a que velocidade vais, o que importa é que andes para a frente"

11 comentários :

  1. Força ! Vais ver que a seu tempo vais conseguir ultrapassar tudo :)

    ResponderEliminar
  2. É mesmo isso! O importante é andares para a frente.

    ResponderEliminar
  3. Tão bonita essa frase...vou roubar!

    ResponderEliminar
  4. Olá, Diana.
    Para a frente, que é para lá o caminho =)

    bjn amg

    ResponderEliminar
  5. Nem mais, moça!... Para a frente, e dando luta aos aborrecimentos!...
    Bom te ver mais positiva... e esperando que venhas bem mais leve da consulta... e desejando tudo a correr o melhor possível, aí desse lado!
    Então uma pessoa não pode ter um cordeirinho num quintal, em casa, como animal de estimação... mas se calhar se fosse alguma cobra, de espécie rara, já podia?... Inacreditável!... Nem estava a par dessa situação... Enfim... Estamos em Portugal... where else?...
    Beijinhos! Tudo a correr pelo melhor...
    Ana

    ResponderEliminar
  6. Mas que grande chatice que tens aí. Essa doença é como certas avarias intermitentes. São difíceis de detetar e de reparar.
    Não sabia que não se podia ter ovelhas como animal de estimação... bem, mas ninguém te obriga a comê-las, ahah
    Eu queria tanto ter uma quinta, para ter duas cabras e um burro... e um porco. Tudo de estimação. Não queria criar animais para comer. Dassse, era como estar a comer um membro da família. eheheh
    Vê se melhoras. Dedica-te mas é à agricultura/pecuária. Ao menos andas com a cabeça arejada. ahahaah

    ResponderEliminar
  7. Estou muito orgulhosa de já teres começado as consultas! :) Também tenho andado mais sensivel e com uma nuvem negra em cima de mim. Mas penso sempre, um dia de cada vez. Se hoje não foi bom, amanha será melhor. Cansei de esconder de todos o que sinto. Sê feliz !

    ResponderEliminar
  8. É isto aí querida! A vida precisa segui, beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Essa frase diz tudo querida! Muita força. Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Nem mais Diana, mesmo que seja devagar, estás a progredir, a conhecer-te cada vez melhor e hás-de ter tudo sob controlo em breve!
    Boa sorte minha querida!

    nem mais nem menos | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar