terça-feira, 29 de setembro de 2015

Nunca pensaram como hoje em dia é mais fácil falarmos sobre as relações sexuais que temos do que confidenciarmos a alguém que estamos apaixonados? Além de que é mais fácil abrir as pernas do que o coração, estamos a formatar-nos para não nos deixarmos levar pelas falinhas mansas de qualquer um...
Opinem lá ! ♥


20 comentários :

  1. Pensando bem, deves ter razão, oiço as minhas amigas falarem mais de sexo do que amor :P

    ResponderEliminar
  2. Bem, assim de repente não me lembro de alguém que tenha morrido por abrir as pernas. Já quanto a abrir o coração... se não for em meio adequado e por médicos/técnicos especializados, é capaz de dar para o torto. Além de que não vejo nenhum interesse em abrir o coração assim, sem mais nem menos. Nunca ouvi falar em orgasmos cardíacos... ahahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  3. Ha, this is great.
    I love those big, droopy, sad eyes.
    :-)

    ResponderEliminar
  4. É tão verdade... A propósito,tenho um post sobre um assunto semelhante no meu blog: http://perdidaemcombate.blogspot.pt/2015/09/podia-ver-filmes-que-nao-de-princesas.html

    (E não suporto a Zooey Deschanel, lol)

    ResponderEliminar
  5. Concordo com o que dizes. Parece que as pessoas ganharam medo até à palavra amor. Não que não tenham as suas razões mas mesmo assim é triste vendo desta perspectiva

    ResponderEliminar
  6. "Oh pinem lá" foi isso que disseste? :P Ahah mas sim, é verdade, e chega a ser triste. No meu primeiro ano tive uma curta experiência na tuna. Meu deus, as histórias que eu tive de ouvir... é nojento, para ser sincera, como as pessoas se sentem tão à vontade em partilhar uma coisa que devia ser algo tão pessoal, tão íntimo, tão "nosso" no sentido de "do casal". Pelo menos é assim que eu vejo as coisas, mas pronto, isso sou eu, que se calhar sou demasiado antiquada para a sociedade que temos nos dias de hoje. Mas não trocava a minha mentalidade por nada. Para mim o amor é algo que vem antes do sexo. O sexo é uma consequência do amor. Chamem-me old fashioned, mas para mim as coisas nunca vão deixar de ser assim.

    ResponderEliminar
  7. Há pessoas que têm medo de "perder o comboio"... :)

    ResponderEliminar
  8. Tristemente.

    Embora eu seja da velha guarda que reserva a sua intimidade ao mais alto nível.
    Há coisas que nem para uma piada entre amigos num café são razoáveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. R.: Ah, e sim! Obrigado! Já resolvi o problema de não conseguires seguir o meu cantinho :)
      Obrigado!

      Eliminar
  9. Eu não quero é ficar um ano em casa sem fazer nada e para o ano não conseguir entrar no curso que quero!

    ResponderEliminar
  10. É verdade :s é triste, sei lá. Já para não falar do facto de as pessoas serem cada vez mais fúteis e vazias, sem conteúdo -.-

    ResponderEliminar
  11. Ainda que continue a haver muito tabu em relação a isso, vou ter que concordar. As pessoas estão cada vez menos selectivas. Não gosto do rumo para onde isto vai. Entristece-me que vivamos num tempo assim.

    ResponderEliminar
  12. concordo contigo. cada vez mais vejo isso infelizmente, apanho cada conversa quando vou buscar as minhas irmãs à escola que fico parva. na faculdade também ouço cada coisa que julguei nunca ouvir.

    ResponderEliminar
  13. È mesmo verdade e eu vejo isso pelo sitio onde trabalho, toda a gente fala de sexo e sexo e de amor nada...Ouve-se de tudo, daquelas coisas que ninguém precisa de saber, o que realmente é triste porque isso é só uma pequena parte da sociedade que se está a formatar..

    ResponderEliminar
  14. muitas vezes as pessoas têm receio de dizer o que sentem porque pode não ser recíproco, penso que seja por isso

    ResponderEliminar
  15. Francamente nem sei, as minhas amigas ou tem relações super longas ou estão como eu, nem no coração, nem no entre pernas. Mas pelos comentários parece que essa é a opinião geral. Penso que, se calhar, a sexualidade é utilizada como uma forma da pessoa se sentir desejada e "amada". Isto (este tempo) está a ficar complicado a nível emocional.

    ResponderEliminar
  16. Tão verdade.:)

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. se calhar vou ser vaiada hihihihihih mas não há coisa mais chata que os apaixonados eu admito quando tenho um amigo apaixonado fujo a sete pés ,não falam de outra coisa , agora quando tenho um amigo/a que anda a dar umas quecas por diversão não saio de ao pé, que divertido ! heheheheh haja alegria!!! hahaahah
    mas pronto a minha mãe é angolana e o sexo sempre foi como comer, todos precisamos e nem há essa coisa de com amor ou sem amor, normalmente é com uma grande paixão, isso de dar a queca só numa noite é coisa de bife né?ou se calhar é coisa de gente muito certinha que faz na calada,
    sabes acho que o problema está em querer agradar os outros, eu nunca tive problemas em falar de amor ou de sexo e se calhar tive sorte...e na minha geração éramos malucos do rock drogas e sexo, se bem que falávamos muito e fazíamos pouco, mas valia pelo feling de liberdade e de não haver necessidade de agradar ninguém , mas já me disseram que a nova geração morangos com açúcar são muito lindinhos e limpinhos mas uns ordinários de primeira , mas isso já achei preconceito ,acho que os afectos são comuns a todas as gerações e muito necessários...
    mas se calhar é fácil falar, quando só se teve dois grandes amores que duraram eternidades um ainda dura...
    beijinhos

    ResponderEliminar